Dicas


Adubação


Não Mate Suas Plantas de Fome

O solo brasileiro é em geral ácido, dificultando as reações químicas que permitem as raízes absorvam devidamente os nutrientes.


Os adubos orgânicos, como composto, adubação verde, farinha de osso, torta de mamona, torta de algodão e esterco, têm a vantagem adicional de melhorar a estrutura do solo, tornando os argilosos mais permeáveis e os arenosos menos porosos.


Vantagens dos húmus de minhoca: libera lentamente as substâncias minerais aumentando a resistência à seca e aumenta a capacidade imunológica das plantas.


Para pequenos plantios em vasos, hortas e jardins, é mais prático usar terra esterelizada adubada, pronta para o uso, comercializada por marcas de confiança.


Os adubos químicos são com frequência identificados pela sigla NPK seguida de três números, indicativos da quantidade de cada nutriente na . Os ricos em nitrogênio (N) beneficam folhas e caules; os ricos em fósforo (P), raízes, florescimento e frutificação; aqueles com mais potássio (K) aumentam a resistência da planta.


Os adubos químicos são apresentados na forma de líquido, pó, sal solúvel, bastão e pastilha. Há os de fórmula balanceada para uso geral, como o NPK 10-10-10, e os de fórmula especifica como o NPK 4-14-8, para o plantio de floríferas e hortaliças.


Ao usar adubos químicos, lembre-se disso:


  1. Aplique os foliares fora da luz solar direta;
  2. Respeite as doses indicadas na embalagem;
  3. Regue antes e depois da aplicação;
  4. Interrompa o uso quando a planta entrar em dormência, em geral, do outono ao início da primavera.